Embelezamento apresentação

+162

No comments posted yet

Comments

joanasantana (3 years ago)

joana

Slide 1

Aspectos fisionômicos

Slide 2

A beleza interior é revelada através de traços fisionômicos, que determinam a personalidade e as características de cada pessoa.

Slide 3

Um dos princípios do visagismo é observar o cliente, no intuito de descobrir sua personalidade, suas necessidades e seus desejos, antes de pensar em qualquer estilo para sua imagem. Há mais de 5.000 anos, na China, descobriu-se que a personalidade é revelada por características físicas, como o formato de rosto, formas e proporções das feições, entre outros atributos. Assim nasceu a fisiognomonia, que é a arte de conhecer o caráter e a personalidade das pessoas pelos traços fisionômicos.

Slide 4

Hipócrates (460 – 377 a.C.), que viveu na Grécia antiga e é considerado o Pai da Medicina, também percebeu esse fenômeno e criou um sistema de classificação das personalidades, com quatro categorias: sangüíneo, colérico, melancólico e fleumático. Todo mundo tem características de cada categoria, mas em graus diferentes. Há aspectos positivos, chamados de forças, e negativos, chamados de fraquezas.

Slide 5

No visagismo, o importante é descobrir as características mais marcantes de cada pessoa, para expressar o que ela tem de melhor e compensar suas fraquezas. Ou seja, descobrir a beleza interior de cada um. A seguir, conheça os aspectos da personalidade de cada categoria, e como se definem esses temperamentos, sob a ótica do visagismo.

Slide 7

Conceitos básicos do cabelo O que é cabelo? Os cabelos são os fios formados por uma proteína chamada queratina. Eles nascem de uma estrutura da pele chamada folículo piloso que é onde fica a raiz do cabelo

Slide 9

Composição do cabelo O cabelo tem basicamente os elementos: Carbono Hidrogênio Nitrogênio Oxigênio Enxofre

Slide 10

Esses elementos se unem formando uma proteína chamada queratina. O cabelo tem em sua composição 85% de queratina 12% de água 3% de lipídios

Slide 11

Cada fio de cabelo possui três partes

Slide 13

Cutícula: É a parte externa do fio, formada por escamas sobrepostas que formam uma proteção para o fio. A cutícula é resistente às ações externas (físicas e químicas) que o cabelo sofre. Quando em contato com químicas fortes ela perde sua força natural , deixando o fio fragilizado. É sensível à ação de produtos alcalinos como tinturas, descolorações, permanentes e alisamentos.

Slide 14

Córtex : É a segunda e principal camada de fio de cabelo. Ela concentra altos níveis de hidrogênio e oxigênio que são responsáveis pela hidratação interna do fio. Nela encontra-se também alta concentração de queratina, que define a elasticidade e resistência dos cabelos

Slide 15

Medula: É a camada central que dá sustentação à estrutura do fio. É uma camada de células provenientes do córtex e que já não contem água em seu interior.

Slide 16

Ciclo de vida dos cabelos Fase anágena - Crescimento Fase catágena – Repouso Fase telógena - Queda

Slide 18

Fase do crescimento: conhecida como fase anágena, dura, em média, quatro anos. As células da papila dérmica se dividem permanentemente e empurram as precedentes para cima. O cabelo cresce.

Slide 19

Fase de repouso: conhecida como fase catágena, dura, em média, de duas a três semanas. A divisão celular diminui e depois cessa. O cabelo não cresce mais.

Slide 20

Fase da queda: conhecida como fase telógena, dura de dois a três meses. Os cabelos não crescem mais. A papila, local por onde o fio recebe nutrição através dos capilares sangüíneos, reativa-se, e um novo fio de cabelo aparece, empurrando o cabelo morto que cai.

Slide 21

Diagnóstico do cabelo (anamnese) Os cabelos possuem algumas características importantes que devem ser observadas para fazermos um tratamento capilar .

Slide 22

Densidade dos fios É determinada pela quantidade de cabelos por centímetro quadrado. Os cabelos mais densos possuem mais fios por centímetro quadrado do que os cabelos esparsos. Densidade não tem relação com a espessura dos fios. O cabelo fino pode ser denso, e o cabelo grosso pode ser esparso

Slide 23

Porosidade dos fios: refere-se à compactação da estrutura da cutícula do cabelo. Quanto menos compactada a sua estrutura, maior a sua porosidade. Quanto maior a porosidade, maior será a absorção de líquidos e produtos químicos nos cabelos.

Slide 24

Cabelos não porosos são mais resistentes, inclusive à água e a produtos químicos. E secam rapidamente. Cabelos porosos são opacos. Quando secos, apresentam maior volume e ficam “ouriçados”, quebram facilmente. Isso pode ocorrer devido a procedimentos químicos em excesso, tempo entre os procedimentos ou excesso de tempo dos procedimentos químicos em contato com os fios.

Slide 25

Espessura do fio: Você pode determinar a espessura do fio por um único fio de cabelo. Ela é determinada pelo diâmetro deste fio. O cabelo fino tem diâmetro menor que o grosso. Você pode classificar a espessura conforme a categoria: - Super fino - Fino - Médio - Grosso - Super Grosso

Slide 26

Cabelo fino: Geralmente apresenta textura macia ao toque. Normalmente não retém o enrolamento tão bem quanto um fio mais grosso.

Slide 27

Cabelo grosso: Geralmente apresenta textura áspera ao toque. É mais denso. O enrolamento produz ótimo resultado neste tipo de fio e dura mais do que nos fios mais finos.

Slide 28

Elasticidade dos fios: Elasticidade dos fios é a propriedade que o fio tem de ser estirado e de contrair-se naturalmente, como um elástico. A elasticidade está ligada à espessura do fio. Quanto mais grosso o fio, mais difícil é para rompê-lo.

Slide 29

Cabelo com boa elasticidade responde bem ao enrolamento e ao permanente, não quebra facilmente ao ser penteado ou escovado, é saudável. Cabelo com pouca elasticidade nem sempre consegue reter o cacheado, fica com pouco balanço, mesmo após enrolado, estala no contato com pente ou escova. Cabelo sem elasticidade é ressecado e sem vida, quebra aos “chumaços” sob a mínima tensão.

Slide 30

O que a análise determina? A análise da elasticidade determina a intensidade do produto químico a ser usado e o tempo de processamento necessário para que se chegue ao resultado desejado.

Slide 31

Em geral, cabelos com boa elasticidade requerem produtos químicos mais fortes do que cabelos com pouca elasticidade. Cabelos com pouca elasticidade requerem produtos químicos mais fracos e menor tempo de processamento do que cabelos com boa elasticidade. Cabelos sem elasticidade não devem ser processados nem submetidos a tratamentos químicos.

Slide 32

Elaborado por James Sabino jamessabino@hotmail.com 41-8407-5733

Slide 33

Elaborado por James Sabino jamessabino@hotmail.com 41-8407-5733

Summary: conceitos de cabelo visagismo

URL:
More by this User
Most Viewed