HINDUÍSMO E BUDISMO

+49

No comments posted yet

Comments

Slide 1

Hinduismo O Hinduísmo é uma das religiões mais antigas do mundo. Não há um fundador desta religião, ao contrário de tantas outras - no Islamismo, por exemplo, temos Maomé, e no Budismo, o próprio Buda. O Hinduísmo, na verdade, se compõe de toda uma intersecção de valores, filosofias e crenças, derivadas de diferentes povos e culturas.

Slide 2

História do Hinduísmo Tendo sua origem remontada ao ano de 1500 a .C., a religião hinduísta foi estabelecida pelos invasores arianos da Índia. O Hinduísmo tem sua ênfase no que seria o modo correto do viver (dharma). Os cultos hinduístas são realizados tanto em templos e congregações quanto podem ser domésticos.

Slide 3

Origem da palavra Hindū é o nome em persa do rio Indo

Slide 4

Rio Ganges Na Índia a tradição de se banhar no Rio Ganges, considerado sagrado, é cumprida apesar da crescente poluição do rio. De seis em seis anos milhões de hindus banham-se no rio para se limpar dos pecados e terem uma vida melhor na próxima reencarnação. Nos últimos anos o rio Ganges têm recebido descargas industriais de esgotos, pesticidas e cadáveres.

Slide 5

Os fundamentos Os fundamentos da religião estão contidos nos quatro livros sagrados, os Vedas, que em sânscrito quer dizer conhecimento. São eles: - Rigveda - Samaveda - Vajurveda - Atharaveda Cada um destes livros contém hinos, ritos e preces que são compostos de duas partes: a parte do trabalho e a do conhecimento.

Slide 6

Castas Indianas O sistema de castas (Varna) indiano é dividido de acordo com a estrutura do corpo de Brahma. As quatro principais castas são: A cabeça (Brâmanes) representa os sacerdotes, filósofos e professores; Os braços (Xátrias) são os militares e os governantes; As pernas (Vaixás) são os comerciantes e os agricultores; Os pés (Sudras) são os artesãos, os operários e os camponeses.

Slide 7

A educação hindu A veneração dos hindus pela linguagem dos Vedas, que consideravam divina, fez com que os mesmos se esforçassem para conservar a pronúncia exata dos seus hinos e, para preservá-la guardavam listas de palavras antigas, com a respectiva pronúncia correta. E foi assim que surgiu a mais remota gramática. As escolas elementares hindus eram numerosas, porém, não possuíam uma organização oficial. Os discípulos se reuniam em torno do mestre, ao ar livre, à sombra de uma árvore e, quando chovia, sob uma tenda.

Slide 8

As mulheres e o Hinduísmo No hinduísmo a importância das mulheres é imprescindível para a manutenção das tradições e costumes da religião. A maior prova disso é que grande parte das lendas hindus são passadas da mãe para os filhos. Ao contrário da maioria das religiões, cujos cultos são realizados semanalmente, a adoração hinduísta é praticada todos os dias e normalmente é presidida pela mulher da casa.

Slide 9

Rituais e Festas O hindu costuma manter em casa um altar de devoção a seu deus, no qual queima incenso, coloca flores, velas e oferendas. Algumas das celebrações hindus são o Festival das Luzes, comemorado em todo o país no outono com o acender de velas, o Festival das Nove Noites para a deusa Durga, em setembro ou outubro, o Festival da deusa Shiva, em março, e o Festival de Krishna, em agosto.

Slide 10

Deuses Hindus Um dos grandes feitos do Hinduísmo está na fusão de cultos e deuses em uma vasta mitologia. Há uma infinidade incontável de divindades que com o passar dos tempos as características desses deuses se fundiam para formar uma única divindade. É maravilhoso perceber a unidade de todas as mitologias. Dentro do hinduísmo vemos uma série de princípios cósmicos e psicológicos inerentes a todas as religiões.

Slide 11

Vishnu O conservador. É para muitos hindus o deus universal. Traz em geral quatro símbolos: um disco, um búzio, uma maçã e uma flor de lótus. Sempre que a humanidade precisa de ajuda, esse deus benévolo aparece na Terra como um avatara ou reencarnação. É o equivalente hindu do Cristo Cósmico e do Osíris egípcio.

Slide 12

Durga Uma deusa feroz de dez braços, nasceu já adulta das bocas flamejantes de Brahma, Shiva e Vishnu. Montada num tigre, usa as armas dos deuses para combater os demônios. É nossa Divina Mãe Interior, responsável pela Morte do Ego em nosso interior.

Slide 13

Lakshmi Muitas vezes representada sentada numa flor de Lótus e empunhando outra, representa a boa sorte, a prosperidade e a abundância. Seus companheiros são dois elefantes. Sendo por si mesma uma importante deusa. Esta divindade auxilia o devoto a sair conscientemente em corpo astral.

Slide 14

Kali A mais terrível deusa do hinduísmo, com uma sede insaciável por sacrifícios sangrentos. Aparece em geral manchada de sangue, vestida de cobras e com um colar de crânios de seus filhos. Destrói poderosamente o Ego nos mundos infernais, quando nós não nos interessamos pelo trabalho consciente da morte do Ego. Se não destruímos o Ego conscientemente, ela o destruirá violentamente.

Slide 15

Ganesh Filho de Shiva , com cabeça de elefante, é talvez o deus mais popular. Sábio, ponderado e bem versado nas escrituras, é invocado pelos crentes antes de qualquer empreendimento para assegurar seu êxito. É a Sabedoria divina que a todos guia e dá liberdade, prosperidade e triunfo.

Slide 16

Budismo O Budismo é uma filosofia de vida baseada integralmente nos profundos ensinamentos do Buda para todos os seres, que revela a verdadeira face da vida e do universo. O Budismo é uma religião prática, devotada a condicionar a mente inserida em seu cotidiano, de maneira a leva-la à paz, serenidade, alegria, sabedoria e liberdade perfeitas.

Slide 17

História do Budismo O Budismo originou-se nos fins do Período Bramânico na Índia, que se estendeu aproximadamente entre os séculos IX e III antes de Cristo O Budismo foi fundado na Índia em aproximadamente 528 a.C. pelo príncipe Sidarta Gotama, o Buda

Slide 18

O Buda Houve vários budas. O primeiro deles, Sidarta Gautama, é considerado o mais brilhante e também foi o fundador do budismo. Sua história é mesclada de lendas, pois naquela época não havia a preocupação de fazer registros de fatos.

Slide 19

Fundamentos do Budismo O Budismo, que não é filosofia, religião ou ciência, mas um modo de existência, acredita que a questão tem de ser questionada no campo da psicologia, na interioridade da mente. Quatro Nobres Verdades que são fundamentos do budismo e resumem tudo o que se-lhe segue: “A verdade do sofrimento, a verdade da causa do sofrimento, a verdade da cessação do sofrimento e a verdade do caminho Óctuplo que conduz à cessação do sofrimento .

Slide 20

A mulher no Budismo A mulher, ligada à maternidade e ao nascimento, era vista como o obstáculo mais grave à libertação do ciclo dos novos nascimentos. Facilmente, ela podia desviar o homem de seus melhores propósitos. Uma antiga lenda conta que a mudança deveu-se às insistências da madrinha de Buda, apoiada pelas razões do discípulo predileto Ananda, que pediam a fundação de uma ordem feminina no monaquismo budista.

Slide 21

Curiosidades Budistas A Flor de Lótus - "O Espírito imaculado de todos os seres" - As raízes do lótus estão na lama e o talo cresce pela água e as flores se abrem ao sol, fortemente apoiadas sobre a água. Isso significa o processo de purificação da essência de casa ser, saindo da lama da ignorância e florescendo a luz da sabedoria A lenda budista nos relata que quando Siddhartha, que mais tarde se tornaria Buda, tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, sete flores de lótus cresceram.

Slide 22

Curiosidades sobre o Buda Segundo consta, Buda nasceu 547 vezes antes de chegar ao encontro da iluminação. Aos 16 anos, Buda casou-se com a princesa Yasodhara, escolhida entre 500 pretendentes. Tiveram um lindo filho chamado Radula. Apesar de ser a imagem mais difundida, Buda nunca foi gordo. Essa foi apenas uma forma que os budistas encontraram de ilustrar a imensa generosidade de seu mestre.

Summary: Resumo e curiosidades sobre as duas primeiras religiões registradas na história.

Tags: religiões hinduísmo budismo

URL:
More by this User
Most Viewed
Previous Page Next Page
RELATORIO DE PESQUISA
RELATORIO D...
 
 
 
Previous Page Next Page