Micologia

+39

No comments posted yet

Comments

Angela-Coimbra (6 years ago)

Eu gostaria muito de ter este pps em Micologia

caiodt (8 years ago)

Please.. send me this apresentation about Micologia. I need so much! Send to my e-maiL: caiorsbraganca@yahoo.com.br Porfavor envia essa apresentação sobre micologia para meu email.Ela é ótima!

Slide 1

1

Slide 2

2

Slide 3

3

Slide 4

4

Slide 5

5

Slide 6

6

Slide 7

7

Slide 8

8

Slide 9

9

Slide 10

10

Slide 11

11

Slide 12

12

Slide 13

13

Slide 14

14

Slide 15

15

Slide 16

16

Slide 17

17

Slide 18

18

Slide 19

19

Slide 20

20

Slide 21

21

Slide 22

22

Slide 23

23

Slide 24

24

Slide 25

25

Slide 26

26

Slide 27

27

Slide 28

28

Slide 29

29

Slide 30

30

Slide 31

31

Slide 32

32

Slide 1

Micologia Curso Técnico de Recursos Florestais e Ambientais

Slide 2

A micologia (ou micetologia) é a ciência que se dedica ao estudo dos fungos. Micologia vem do grego "Mykes" que quer dizer cogumelo e "logos" estudo. ANIMAÇÃO: Diversidade de Fungos

Slide 3

Quantos Fungos? Penicillium spp. Rhizophus spp.

Slide 4

Quantos Fungos?

Slide 5

Noções gerais de micologia Sistemática dos fungos Morfologia e ecologia dos fungos Biologia dos fungos Nutrição Multiplicação Ciclo de vida Toxicologia dos cogumelos Os fungos na floresta Saprófitas, patogénicos e micorrizas Importância ecológica e económica Principais espécies de cogumelos silvestres em Portugal Exploração sustentável dos cogumelos silvestres Colheita Código de boas práticas Aspectos legais e éticos Circuitos de comercialização. Claviceps purpurea Cravagem do Centeio Nectria galligena Peridermium harknessii Puccinia graminis Ferrugem Negra do Trigo

Slide 6

Os fungos apresentam uma série de características peculiares, apresentando características típicas de diferentes reinos : . são heterotróficos, sem clorofila, e podem ser sapróbios, parasitas ou simbiontes. . são formados por hifas, que se agrupam num tecido não-verdadeiro (o micélio), excepção feita às leveduras, que são unicelulares. . têm uma parede exterior rígida contendo quitina e hemicelulose. . reproduzem-se por uma enorme variedade de processos sexuais, assexuais e parassexuais. Características Reino Fungos

Slide 7

HIFAS e MICÉLIO Características Reino Fungos

Slide 8

As hifas são as células dos “especiais” dos fungos. São longas, muitas vezes com vários núcleos e, em alguns fungos, com divisões (septos). Formam redes chamadas micélio. Nas leveduras não existem hifas. São unicelulares. Características Reino Fungos

Slide 9

Muitos fungos têm hifas não septadas (asseptadas), preenchidas por uma massa citoplasmática que contém centenas de núcleos – polinucleadas. No caso das hifas septadas, elas podem apresentar um ou dois núcleos por célula (monocarióticas ou dicarióticas, respectivamente). Características Reino Fungos

Slide 10

A quitina foi descoberta em cogumelos pelo professor francês Henri Braconnot, em 1811, recebendo então a denominação de fungina. O nome quitina foi dado por Odier, em 1823, quando esta foi isolada de insectos. Em 1843, Payen descobriu que a quitina continha azoto na sua estrutura semelhante à da fibra vegetal celulose. Características Reino Fungos

Slide 11

Classificação Taxonomia Agrupamento ou taxon: Reino Filo Classe Ordem Família Género Espécie

Slide 12

Fungos imperfeitos - não são um verdadeiro filo mas um grupo de fungos cujas estruturas sexuadas não estão bem identificadas (ex. Aspergillus e o Penicillium). Zigomicetos - os fungos mais simples, com hifas asseptadas (ex. bolor-do-pão e alguns fungos parasitas de animais). Ascomicetos – fungos que têm hifas com septos perfurados. O zigoto é um pequeno saco, o asco (ex. leveduras, morquelas e trufas). Basidiomicetos - com hifas septadas, com parede quitinosa. Produzem esporos numa estrutura característica - os cogumelos. Classificação Reino Fungos

Slide 13

Taxonomia Reino: Fungi Filo: Ascomycota Classe: Euascomycetes Ordem: Eurotiales Familia: Trichomaceae Género: Penicillium Penicillium notatum Classificação Reino Fungos

Slide 14

As hifas libertam enzimas que digerem o substrato orgânico e absorvem, em seguida, as substâncias provenientes da digestão (digestão extracorporal). Assim, estes fungos causam o apodrecimento dos materiais. Os que decompões plantas chamam-se saprófitos. Nutrição Decompositores

Slide 15

Os fungos parasitas causam doenças ao homem, aos animais e às plantas. Um conhecido fungo parasita é o Trichophyton, causador da doença vulgarmente conhecida por pé de atleta (micoses que atingem os dedos dos pés). Nutrição Parasitas/Patogénicos/Doenças

Slide 16

Líquenes Os líquenes são formados pela associação simbiótica entre fungos e algas. Nutrição Simbióticos

Slide 17

Líquenes As hifas do fungo estão fortemente juntas às células das algas ou, em certos casos, algumas hifas especializadas penetram nas células das algas captando nutrientes. As células das algas produzem compostos orgânicos que o fungo não pode produzir. Nutrição Simbióticos

Slide 18

Micorrizas São associações entre fungos e as raízes das plantas. Nutrição Simbióticos

Slide 19

Micorrizas Os fungos digerem nutrientes orgânicos dos solos, que em parte cedem às plantas. Por seu lado, as plantas fornecem ao fungo, pela raiz, os alimentos produzidos na fotossíntese. Nutrição Simbióticos

Slide 20

Alguns fungos são predadores de microrganismos, mas há alguns exemplos de predadores de “caça grossa” como nemátodos ou insectos – os cogumelos do género Pleurotus são um desses exemplos. Nutrição Predadores Pleurotus sp. – armadilha para caça de nemátodos

Slide 21

As divisões celulares podem ocorrer por vários motivos: - Reprodução sexuada / Produção de gâmetas; - Reprodução assexuada; - Crescimento de tecidos; - Renovação de células. Multiplicação Reprodução vs Crescimento e Renovação ANIMAÇÃO: Germinação de esporo e crescimento do micélio

Slide 22

Divisão celular – mitose Células mãe iguais às células filhas (com o mesmo nº de cromossomas). - Reprodução assexuada; - Crescimento de tecidos; - Renovação de células. Multiplicação Reprodução vs Crescimento e Renovação ANIMAÇÃO: Fases da mitose

Slide 23

Divisão celular – meiose Células mãe diferentes das células filhas (metade do nº de cromossomas nas filhas). - Reprodução sexuada / Produção de gâmetas Multiplicação Reprodução vs Crescimento e Renovação Fases da meiose

Slide 24

A reprodução nos fungos pode ser assexuada ou sexuada. A reprodução assexuada ocorre por fragmentação, gemulação ou esporulação (formação de esporos). Fragmentação micélio fragmenta-se originando novos micélios. Gemulação As leveduras formam gomos que depois se separam da célula mãe. Multiplicação Reprodução assexuada Saccharomyces sp.

Slide 25

Esporulação Muitos fungos reproduzem-se assexuadamente por meio de esporos, células com paredes resistentes que, ao germinar, produzem hifas. Os esporos, extremamente leves, são facilmente dispersos por qualquer corrente de ar. Multiplicação Reprodução assexuada Penicilium sp.

Slide 26

Ciclo assexuado - esporulação Multiplicação Reprodução assexuada Rhizopus sp.

Slide 27

Multiplicação Reprodução Sexuada Zygomycetes - Esporos sexuais por encontro de hifas. Rhizopus stolonifer

Slide 28

Multiplicação Reprodução Sexuada Ascomicetes - Esporos sexuais em ascos Sordaria macrospora Peziza sp. Peziza aurantia Morchella sp.

Slide 29

Multiplicação Reprodução Sexuada Ascomicetes ANIMAÇÃO: Exemplo de dispersão e germinação de um ascomycete parasita de cereais.

Slide 30

Multiplicação Reprodução Sexuada Laccaria amethistea (Local: Riba de Mouro) Basidiomycetes - Esporos sexuais em basídeos numa estrutura típica – os cogumelos.

Slide 31

Multiplicação Reprodução Sexuada Basidiomycetes Inocybe calospora Esporo

Slide 32

Germinação de esporos Fusão de hifas compatíveis ‘Árvore’ de hifas Primórdios Cabeças de alfinete Frutificação Esporulação Basidiomycetes Ciclo de Vida

URL: