Interferencia_difração_CD

+1

No comments posted yet

Comments

Slide 1

Difração, interferência com CD 1. Observamos que ao buscar a reta normal na superfície de CD o aparecimento de vários feixes. anteparo Volta sobre si mesmo Mas qual o fenômeno que dá origem aos demais feixes? ?? ?? ?? ??

Slide 2

Interferência Duas fendas distantes entre si. Analogia com as ondas em água. Veja no Simulador Link para o simulador: http://fisicamodernaexperimental.blogspot.com/2009/03/um-simulador-de-difracao-e.html

Slide 3

Simulador

Slide 4

Superposição de ondas Veja no simulador abaixo a superposição de ondas: http://fisicamodernaexperimental.blogspot.com/2010/02/superposicao-de-ondas.html

Slide 5

Simulador

Slide 6

Como ocorre a diferença de fase Diferença de trajetos percorridos=D

Slide 7

E o como é um CD? Ranhuras ou pequenas fendas (pits) Em media temos cerca de 625 fendas em cada milímetro! Camada refletora

Slide 8

Algumas imagens Largura do “pit” (buraco) = 500 a 600nm Profundidade do pit = 100 a 150 nm Distancia entre eles =1,6 mm

Slide 9

Observe o que ocorre..

Slide 10

Como o feixe vê o menor “pit”

Slide 11

Rede de Difração ou arranjo de fendas: Ordem espectral Para 8 fendas Marisa Cavalcante - marisac@pucsp.br

Slide 12

d q P Ponto de interferência construtiva Zoom no CD Vários espelhos espaçados em d N l=d senq 1º máximo ; N=1 Comprimento de onda do feixe D X O que queremos determinar

Slide 13

anteparo N=1 N=1 2X q q D Link para planilha X D q X

Slide 14

0 e 1 gravados Como a informação é gravada Temos regiões de pits e Lands. Os pits são “buracos” e a superfície plana os Lands. Nos pits a luz é refletida de forma difusa e portanto chega ao sensor com pequena intensidade. Para toda transição (pit para land ou land para pit) teremos o bit 1. Para os demais o bit será zero.

Slide 15

Ao longo da trilha um código binário com O e 1 será gravados. O bit 1 ocorre toda vez que houver uma transição de “estado” no sensor. As informações são gravadas no interior de cada pit. Os pits são preenchidos com a informação binária. Cada trilha é constituída de Pits e Lands Nos CDs os pits apresentam 11 tamanhos diferentes

Slide 16

Camadas de um CD e o preenchimento dos pits com os dados Camada 1 Camada2   Camada 1: superfície para proteção - camada usada para proteger os dados gravados, como uma espécie de "capa protetora". Mídias muito baratas (baixa qualidade) nem sempre possuem essa material; Camada 2: laqueamento - também tem a função de proteger os dados, ficando logo abaixo da camada de proteção e servindo de complemento a esta. Sendo assim, as mídias baratas também podem não ter esta camada; Camada 3: camada reflexiva - como o nome indica, esta camada é responsável por refletir o raio laser emitido pelo canhão do aparelho gravador. De acordo com a intensidade do laser, a camada de gravação (explicada abaixo) sofre alterações que caracterizam a gravação de dados; Camada 4: camada de gravação - o reflexo vindo da camada 3 queima esta parte formando alterações variáveis no material, o que constituem os dados armazenados na mídia; Camada 5: base plástica - é uma camada de policarbonato, que forma a base para todo o CD. Com espessura de 1,2 mm, tal camada é a mais grossa e é constituída como uma espiral que contém os Pits e Lands. Referencia: http://www.infowester.com/midiacdrcdrw.php Camada3 Camada4 Camada5

Slide 17

Por que um leitor e gravador Blue-Ray é melhor? Quando diminui o comprimento de onda m por exemplo laser azul, blue ray Diminuímos o ângulo de “dispersão” do feixe. Melhora a transmissão e qualidade de transferência de dados Difração limita a capacidade de transferência de dados. Veja o tamanho de cada pit

Summary: CD, difração e interferência

Tags: interferencia difração

URL:
More by this User
Most Viewed