A emigração Portuguesa nos anos 60-70

+35

No comments posted yet

Comments

Slide 2

A atracção pelos elevados salários praticados nesses países; A fuga às guerras coloniais; foram as razões que mais contribuíram para o aumento da emigração portuguesa na década de 1960 e inícios da década de 1970. - As difíceis condições de vida da maior parte dos Portugueses, as necessidades de mão-de-obra em países industrializados como a França e a Alemanha;

Slide 3

A partir dos séculos XVI e XVII a emigração começou a ser intensa em Portugal. A miséria estava muito presente nas aldeias por causa do minifúndio (o agricultor tem uma dimensão de terra tão pequena que não consegue obter uma renda suficiente para sobreviver).

Slide 4

A primeira solução para o povo português era emigrar para as cidades, como Lisboa ou o Porto, e a segunda era emigrar para o estrangeiro (o país de predilecção era então a França, mas os portugueses emigraram também para África, a América, e o resto da Europa).

Slide 5

Além disso, existem desigualdades entre as aldeias e as cidades (principalmente Lisboa e o Porto), como o mostra bem a seguinte frase : “Portugal era Lisboa e o resto paisagem”.

Slide 6

Lisboa concentrava as actividades, a cultura e a riqueza do país ao passo que o resto do país tentava sobreviver com o que a terra dava.

Slide 7

Então nos anos 50 e 60, havia muita miséria em Portugal e como não havia futuro nas aldeias (desemprego), muitos decidiram deixar a aldeia para a capital. Esta chegada maciça a Lisboa provocou a formação de bairros da lata na capital e também no Porto (bairros da lata são bairros pobres de construção precária onde a população está concentrada).

Slide 8

No entanto muitos portugueses escolheram fugir de Portugal para o estrangeiro, à procura de melhores condições de vida, à procura dum trabalho, à procura de uma vida melhor...

Tags: emigração

URL:
More by this User
Most Viewed