CÁRIE DENTÁRIA

+32

No comments posted yet

Comments

Slide 1

CÁRIE DENTÁRIA

Slide 2

CÁRIE DENTÁRIA CONCEITO É o resultado da perda localizada de minerais ( principalmente Cálcio ) dos dentes afetados, causados por ácidos orgânicos provenientes da fermentação microbiana dos carboidratos da dieta.

Slide 3

CÁRIE DENTÁRIA CLASSIFICAÇÃO QUANTO A LOCALIZAÇÃO 1. Cicatrículas e fissuras 2. Superfícies lisas QUANTO EVOLUÇÃO 1. Aguda 2. Crônica

Slide 4

CÁRIE DENTÁRIA ETIOLOGIA       Forma do dente Higiene oral Flúor Hospedeiro suscetivo Dieta cariogênica Microbiota específica Substrato Higiene oral Flúor Composição dos alimentos Tipo e freqüência de açúcares

Slide 5

CÁRIE DENTÁRIA FATORES PRIMÁRIOS 1. Hospedeiro Susceptível 2. Microbiota 3. Dieta Cariogênica

Slide 6

CÁRIE DENTÁRIA FATORES PRIMÁRIOS HOSPEDEIRO SUSCEPTÍVEL Saliva Higiene Oral Forma do Dente (Morfologia) Flúor

Slide 7

CÁRIE DENTÁRIA FATORES PRIMÁRIOS MICROBIOTA Sítios = superfície dentária (não-descamativa) Streptococcus mutans Espécies Lactobacillus Actinomyces S. Mutans - Colonização não uniforme - Potencial Cariogênico - Flora bucal

Slide 8

CÁRIE DENTÁRIA FATORES PRIMÁRIOS DIETA CARIOGÊNICA Carbohidrato Bactéria Ácidos Descalcificação Cariogênica por que? - Tipo e consistência - Frequência imprópria de ingestão

Slide 9

CÁRIE DENTÁRIA Dinâmica do Dente no Ambiente Oral Desmineração X Remineralização

Slide 10

CÁRIE DENTÁRIA ESTÁGIOS DA CÁRIE: Ultra-estrutural Micróscópio Visível clinicamente Esmalte Formação da cavidade Dentina Polpa Destruição total

Slide 11

CÁRIE DENTÁRIA Método Preventivo da Cárie Dentária Ação Sobre o Hospedeiro Ação sobre a Microflora Ação sobre a Dieta (substrato)

Slide 12

CÁRIE DENTÁRIA Método Preventivo da Cárie Dentária Ação Sobre Hospedeiro Saliva Higiene Oral Precoce e correta Forma de Dente Selantes Flúor

Slide 13

CÁRIE DENTÁRIA Flúor Via Sistêmica Via Tôpica Leite Sal Açucar Água de Abastecimento Dentifrício Solução para Bochechos Géis Selantes e Materiais Restauradores Vernizes

Slide 14

CÁRIE DENTÁRIA Considerações sobre a toxicologia do flúor Intoxicação Concentração de flúor Freqüência de ingestão Quantidade ingerida Flúor = Droga Condições do paciente Estágio de Formação do dente Intoxicação Crônica = FluorOSE Intoxicação Aguda = Náuseas, vômito, salivação excessiva, dor abdominal, diarréia, convulsão, arritmias cardíacas óbito

Slide 15

CÁRIE DENTÁRIA Método Preventivo da Cárie Dentária Ação Sobre a Microflora Cariogênica Evitar a Transmissão

Slide 16

CÁRIE DENTÁRIA Método Preventivo da Cárie Dentária Ação Sobre o substrato Sacarose uso limitado Alimentos fibrosos + proteínas Refeições Principais

Slide 17

CÁRIE DENTÁRIA TRATAMENTO Vai depender da extensão e da localização da cárie: Superficiais Aplicações tópicas de flúor e orientação a higienização Intermediárias Remoção tecido cariado (utilizando-se para isso”aquele motorzinho”) seguido de restauração do dente com resina (material branco, usado principalmente em dentes anteriores) ou amálgama (restauração acinzentada usada em dentes posteriores). Polpa Tratamento de canal. (consiste em remoção da polpa, limpeza e obturação do canal com material sintético). Após essa fase o dente é restaurado, na maioria das vezes por um bloco. Lesão de cárie muito extensa (destruição total de coroa e raiz) Tratamento consiste na remoção do dente e substituição por uma prótese

Slide 18

CÁRIE DENTÁRIA Considerações Finais A cárie é uma doença evitável

Slide 19

CÁRIE DENTÁRIA SE CADA UM FIZER SUA PARTE FICARÁ MUITO POUCO PARA QUE EU FAÇA! OBA!!!

Summary: By Sacha - Recife

URL: