PROJETO MIDIAS NA EDUCAÇÃO

+12

No comments posted yet

Comments

Slide 1

e-ProInfo Nossa Tutora CATARINA TAVARES SANTIAGO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

Slide 2

PROJETO MIDIAS NA EDUCAÇÃO INTEGRAÇÃO ALUNO – INTERNET – RÁDIO ESCOLA – JORNAL - COMUNIDADE

Slide 3

PRINCÍPIO 7º Toda criança tem direito de receber educação primária gratuita, e também de qualidade, para que possa ter oportunidades iguais para desenvolver suas habilidades. E como brincar também é um jeito gostoso de aprender, as crianças também têm todo o direito de brincar e se divertir! (Assembléia Geral das Nações Unidas, no dia 20 de novembro de 1959)

Slide 4

MÍDIAS UTILIZADAS INTERNET JORNAL RÁDIO ESCOLA

Slide 5

JUSTIFICATIVA O mundo globalizado produz algumas necessidades, entre elas a velocidade de informações e o avanço das tecnologias colocando o homem sempre “a frente do seu tempo”. A cada dia os instrutores tecnológicos estão sendo aperfeiçoados e substituindo os já existentes. As Escolas, conscientes do seu papel, inserem no seu cotidiano a utilização de importantes ferramentas como mecanismos indispensáveis na ação do processo ensino aprendizagem: O Computador o Jornal e a Rádio-Escola.

Slide 6

OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Democratizar acesso aos instrumentos tecnológicos modernos, incentivando o desenvolvimento dos processos cognitivos sociais e afetivos. O Laboratório de Informática o Jornal e a Rádio-Escola são projetos que visam oportunizar aos alunos ferramentas e programas educativos que facilitem o processo de aprendizagem e também proporcionem inclusão digital principalmente das pessoas portadoras de deficiência e adultos. O Jornal será parte do processo sócio-educativo enquanto que a Rádio-Escola visa promover a socialização entre os alunos; Ampliar o universo conceitual e o vocabulário; valorizar os aspectos positivos da programação radiofônica, aplicando- os em sala de aula e no cotidiano, integrar informações obtidas na internet e no jornal no dia-a-dia. OBJETIVOS ESPECIFICOS Constituir-se como ferramentas de apoio pedagógico ao trabalho de sala de aula e pesquisas; Constituir-se como suporte pedagógico a projetos extracurriculares e eventos; Capacitar alunos e professores; Desenvolver a percepção auditiva, a concentração, a linguagem, a socialização e a imaginação dos alunos; Elaborar projetos interdisciplinares e propiciar a aquisição de novas tecnologias pelos alunos funcionários; Integrar o Laboratório de Informática, o Jornal e a Rádio-Escola na escola e na comunidade; Explorar as questões de exclusão social, exclusão digital, preconceitos, violência, sexualidade e outras tantas que vierem e sejam postas para o crescimento humano.  

Slide 7

METODOLOGIA - Planejar junto com os professores as atividades para serem desenvolvidas durante cada mês; - Participar dos planejamentos mensais interagindo com os professores das várias áreas sobre conteúdos s serem trabalhados e a viabilidade da utilização do Laboratório de Informática do Jornal e da Rádio Escola; - Disponibilizar aos professores todos os recursos existentes no Laboratório de Informática no jornal e na Rádio Escola; - Elaborar junto com os professores um site, um blogger para comunicação entre eles e os alunos onde possam ser tiradas dúvidas, avaliados trabalhos, etc.; - Oferecer todo suporte necessário de informações da internet aos professores e alunos para uso no Jornal e na Rádio Escola.

Slide 8

POR QUE ENSINAR AS MIDIAS? O elevado índice de consumo dos meios e a saturação deste na sociedade contemporânea; A importância ideológica dos meios e sua influência como empresas de conscientização; O aumento da manipulação e fabricação da informação e sua propagação pelos meios; A crescente penetração dos meios nos processos democráticos fundamentais; A crescente importância da comunicação e informação visual em todas as áreas; A importância de educar os alunos para que possam enfrentar as exigências do futuro; O vertiginoso incremento das pressões nacionais e internacionais para privatizar a informação. (Len Masternam, 1993)

Slide 9

QUESTÕES CRUCIAIS E PROVÁVEIS SOLUÇÕES - Como poderá a escola contribuir para que todas as crianças se tornem utilizadoras (usuárias) criativas e criticas destas novas ferramentas e não meras consumidoras compulsivas de representações novas de velhos clichês? Como pode a escola pública assegurar a inclusão de todos na sociedade do conhecimento e não contribuir para exclusão de futuros “ciberanalfabetos”? * Demandas educacionais ampliadas: clientelas mais numerosas com mais anos de estudos (formação ao longo da vida); * Convergência dos paradigmas presenciais e transformações nos papeis dos dois atores principais: o “professor coletivo” e multicompetente e o estudante autônomo; * Integração dessas tecnologias de modo criativo, inteligente e distanciado, no sentido de desenvolver a autonomia e a competência do estudante e do educador enquanto “usuários” e não como meros “receptores”. (Ma. Lúcia Belloni, O que é Mídia-Educação, Polêmicas do nosso tempo)

Slide 10

      MAIS QUE ESPECIAIS FORMANDO HOMENS PARA O FUTURO

Slide 11

RESULTADOS ESPERADOS Espera-se o envolvimento e o compromisso das turmas com a pesquisa , confecção de materiais e apresentação das atividades, tornando assim, o ato de aprender uma atividade prazerosa construída coletivamente a partir de uma temática presente na realidade cotidiana dos alunos; Levar os alunos a refletir a cerca das várias influências que a temática proposta tem em seu dia-a-dia: mercado de trabalho, relações pessoais ou familiares, diversão e visões de mundo, cada vez mais influenciadas pela tecnologia da informação; Melhoria do aprendizado, dos relacionamentos interpessoais e a melhoria da comunicação verbal e escrita; Promoção do desenvolvimento pessoal e social do adolescente através de ações de caráter educativo e participativo; Oportunizar aos alunos o acesso às tecnologias de mídias e a um processo de aprendizado mais dinâmico e criativo.

Slide 12

AVALIAÇÃO DO PROJETO A avaliação será realizada no final de cada semestre, no planejamento pedagógico, junto aos professores e gestores.

Slide 13

CONSIDERAÇÕES FINAIS Através dos recursos, procuramos utilizar as mídias pedagógica através de metas concretas para utilização da tecnologia educacional, partindo de uma situação real de ensino. Assim, todos os professores, da educação especial, do ensino fundamental e do ensino médio, têm a possibilidade de organizar projetos com uso do laboratório de informática, do Jornal e da Rádio Escola, buscando novos conteúdos e informações sobre temas previamente escolhidos. Os educandos, tem a disposição softwares educacionais e a internet como fonte de recursos . Apesar da vinda da informática do jornal e da rádio escola, aprender continuará sendo uma tarefa que impõe desafios e aprender através do computador do jornal e do rádio será desafiador para os que aprendem: alunos, professores e comunidade.

Slide 14

Garantidas a vida e a saúde de uma pessoa, a educação representa o bem mais valioso da existência humana, porquanto confere a possibilidade de influir para que os demais direitos se materializem e prevaleçam. Somente reivindica aquele que conhece, que tem informação, saber, instrução, e, portanto, cria e domina meios capazes de levar transformações à sua própria vida e historia. SE A IGNORÂNCIA É A PRINCIPAL ARMA DOS EXPLORADORES, A EDUCAÇÃO É O INSTRUMENTO PARA A TRANSPOSIÇÃO DA MARGINALIDADE PARA A CIDADANIA, ÚNICA MEDIDA DO DESENVOLVIMENTO DE UM POVO. (Professor Paulo Afonso Garrido de Paula, em seu artigo EDUCAÇÃO, DIREITO E CIDADANIA)

Slide 15

EQUIPE IRANEIDE – EEFM ROTARY CLUB SÃO MINGUEL (CAUCAIA) MARTHA – EEFM ENOÉ BRANDÃO SANFORD (MARACANAÚ) MA. APARECIDA - EEFM MARIA ANTONIETA NUNES (FORTALEZA) ISABEL – EEFM RAIMUNDO NOGUEIRA (HORIZONTE) JOSÉ EDINARDO – EEFM PERBOYRE E SILVA (ITAITINGA)

Summary: Apresentação no encerramento do curso Mídias na Educação 1ª Etapa pelo eProInfo na UECE

URL: