A OSTRA E A PÉROLA

+6

No comments posted yet

Comments

Slide 1

     

Slide 2

“Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas.”

Slide 3

A origem das pérolas começa, quando um grão de areia vai para dentro do corpo da ostra e causa irritação. A ostra então, como defesa, libera uma substância, chamada nácar que se deposita ao redor do grão. As camadas de nácar depositadas no grão formam uma substância lisa e compacta. Após muitos meses ou anos deste processo,uma linda pérola é formada. Portanto, as pérolas são produtos da dor.

Slide 4

Uma ostra que não foi ferida, ,de modo algum, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada. O mesmo pode acontecer conosco. Você já se sentiu ferido(a) pelas palavras rudes de um(a) amigo(a)?

Slide 5

Já foi acusado de ter dito coisas que não disse? Suas idéias já foram rejeitadas, ou mal interpretadas? Você já sofreu os duros golpes do preconceito? Já recebeu o troco da indiferença? Então, produza uma pérola !!!

Slide 6

Formatação: Rejane Ramos Cubra suas mágoas com várias camadas de amor. Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem. Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor. Autor Desconhecido

Summary: A beleza interior

Tags: rejaneenajer

URL:
More by this User
Most Viewed