SISTEMA EXCRETOR

+30

No comments posted yet

Comments

Slide 1

SISTEMA EXCRETOR Professora: Ayesa Aseff

Slide 2

Excretas – resíduos das células (tóxicos) que devem ser eliminados pelo nosso organismo. Desse modo é mantido o equilíbrio no corpo, chamado de homeostase. Ao contrário do que muita gente pensa, as fezes não são excretas, são apenas restos não aproveitáveis da digestão. Dentro do grupo das excretas temos basicamente o suor e a urina. Os resíduos das reações químicas que ocorrem no interior das células podem ser eliminados de três formas: Pelo sistema respiratório (ar expirado) Pela pele (suor) Pelo sistema urinário (urina)

Slide 3

Função do sistema excretor Eliminar metabólicos Controle da quantidade da água e concentração de substância no organismo.

Slide 4

As glândulas sudoríparas As glândulas sudoríparas são responsáveis por produzir o suor. O suor também possui substâncias tóxicas, mas não tão concentradas quanto na urina. Ele contém principalmente água, além de outras substâncias, como uréia, ácido úrico e cloreto de sódio.

Slide 5

Por meio de canais excretores – os ductos sudoríparos -, o suor chega à superfície da pele e sai para o meio externo através dos poros. Estão localizadas principalmente na fronte, nas axilas, na palma das mãos e na planta dos pés. Além disto as glândulas sudoríparas possuem outra função: elas ajudam a regular a temperatura de nosso corpo. Quando está muito calor ou fizemos muitos exercícios físicos uma considerável quantidade de suor pode ser eliminada na superfície da pele. A água existente no suor evapora, refrescando o corpo e contribuindo para evitar a elevação da temperatura.

Slide 6

O sistema Urinário O sistema urinário compreende os órgãos responsáveis pela formação da urina, os rins e as vias urinárias: ureteres, bexiga, e uretra.

Slide 8

Rins Nós temos dois rins, com aparência de feijões. Eles vão filtrar o sangue e produzir a urina, um composto rico em ácido úrico e uréia, além de outras substâncias diluídas em água, é claro.

Slide 9

O sangue entra nele pela artéria renal e sai pela veia renal. Filtração Reabsorção Secreção O sangue entra no rim pela artéria renal, o rim produz a urina e o sangue purificado sai do rim pela veia renal.

Slide 11

Ureteres 25-30cm Função: -Conduzir a urina do rim à bexiga urinária

Slide 12

Bexiga Urinária 250ml Localização: Cavidade pélvica No homem: à frente do reto Na mulher: entre o útero e o reto Função: - Armazenar a urina que flui continuamente dos ureteres

Slide 13

Uretra ♂ 18-20cm ♀ 4cm Função: - Conduzir a urina da bexiga ao meio externo bexiga uretra

Slide 14

Como se forma a urina?? A urina se forma dentro dos rins. Cada um dos rins recebe diversas ramificações da artéria renal. Ramificações muito finas da artéria renal – capilares que trazem sangue arterial – formal pequenos emaranhados, parecidos com novelos de lã, que recebem o nome de glomérulos.

Slide 15

Cada glomérulo é envolvido por uma estrutura arredondada, chamada cápsula glomerular (ou cápsula de Bowman) para o ureter Túbulo renal O conjunto formado por glomérulo, cápsula glomerular e túbulo renal chama-se néfron. A unidade básica de filtragem do sangue. Cada rim possui mais de um milhão de néfrons.

Slide 17

E como todo esse conjunto trabalha? Forçado pela pressão sanguínea, parte do plasma (água e partículas pequenas nela dissolvidas, como sais minerais, uréia, glicose) sai dos capilares que formam os glomérulos e cai na cápsula glomerular. Daí, passa para o túbulo renal. Substâncias úteis contidas nesse líquido filtrado (água, glicose e sais minerais) atravessam a parede do túbulo renal e retornam à circulação sanguínea.

Slide 18

Portanto, o que resta nos túbulos é apenas uma pequena quantidade de água e resíduos, como uréia, ácido úrico e amônia: é a urina.

Slide 19

PRINCIPAIS DISTÚRBIO SIST URINÁRIO HUMANO CÁLCULO RENAL O depósito organizado de sais minerais nos rins ou em qualquer parte do aparelho urinário. Cálculos constituídos por cálcio são os mais comuns. Outros minerais encontrados são: oxalato, fósforo, ácido úrico. Deficiência genética para excreção desses sais Dieta rica nessas sais: ex.: leite e derivados. Tratamento cirúrgico ou não invasivo: ultra-som / laser

Slide 20

PRINCIPAIS DISTÚRBIO SIST URINÁRIO HUMANO GOTA Gota é uma doença caracterizada pela elevação de ácido úrico no sangue e surtos de artrite aguda secundários ao depósito de cristais do sal deste ácido (uratos).  O ácido úrico é um resíduo nitrogenado do metabolismo de purinas (lembrar das bases nitrogenadas).  Mariscos, sardinha, salmão, bacon, fígado devem ser evitados por aqueles que sofrem de gota.

Slide 21

PRINCIPAIS DISTÚRBIO SIST URINÁRIO HUMANO PRINCIPAIS DISTÚRBIO SIST URINÁRIO HUMANO HEMODIÁLISE O tratamento mais utilizado por aqueles pacientes que, por qualquer motivo, perderam a função renal e irreparavelmente atingiram a fase terminal da doença renal. No dialisador, o sangue é exposto à solução de diálise (também conhecida como dialisato) através de uma membrana semipermeável, permitindo assim, as trocas de substâncias entre o sangue e o dialisato. Após ser retirado do paciente e passado através do dialisador, o sangue “filtrado” é então devolvido ao paciente pelo acesso vascular. É importante ressaltar que a água usada durante a diálise deve ser tratada e sua qualidade monitorada regularmente.

URL:
More by this User
Most Viewed